Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


My precious*

por Carina, em 04.11.11

Muitas vezes só damos valor ao que temos quando realmente as perdemos ou estamos em risco das perder, mas não será aí já tarde de mais? Já cometi tantos erros na minha curta vida, mas erros que me fizeram crescer tanto e dar mais e mais valor ao que tenho, a presentear todos os dias as pessoas de quem gosto com um sorriso porque elas merecem…simplesmente porque sim, porque são minhas amigas e amigas há tão poucos. Mas em relação a nós, será que ainda existimos enquanto pessoa única? Acho que devo falar sobre mim e ti, porque aquilo que nos ligava que nos fazia ser uma só perdeu-se… eu encontrei pelo caminho as peças que deixei cair, tentei reconstituir o puzzle, mas não deixaste, não faltava nem uma pecinha…estava tudo pronto para ser reposto mas não quiseste, não deixaste e não consegui colar as peças que faltavam. Eu soube dar valor ao que tinha, ao que quase perdi e tu? Quando vais ver o quão importante és para mim, como me fazes falta quando não estás e como me fazes mal quando não queres estar. Não preciso de muito, uma palavra, um sorriso, um miminho e tu não dás nada… não tens dado, simplesmente porque não queres. E isso faz-me tão mal, sinto-me a remar sozinha contra a maré e não tenho mais forças. O que te tenho dito é mesmo o que sinto, a verdade… Preciso de ti, tenho saudades, sinto a tua falta, mas falares-me mal não, isso não, tolero muita coisa, mas não que me tratem como qualquer uma quando eu te trato como prioridade. Todos os dias me preocupo contigo, todos os dias penso em ti e no dia em que serás capaz de me enviar uma mensagem sem que eu envie em primeiro, desejo todos os dias que sejas capaz de dizer que gostas de mim sem que eu te peça, porque eu preciso de sentir isso, preciso de te sentir aqui. Penso em como é difícil para ti esta fase que parece não ter fim, cheia de mudanças, de pessoas novas, de amizades passageiras, de falta de um porto seguro, porque tu realmente não deixas. Penso na necessidade que teria, se estivesse no teu lugar, de ter sempre alguém por perto, alguém que cuidasse de mim, que não me fizesse sentir sozinha, era imprescindível, sou realmente uma menina pequenina nestas situações, cheia de medo e de inseguranças e sei bem que tu não és muito diferente por mais que tentes usar essa armadura de aço, ela cai-te muitas vezes e essa sensibilidade e o medo que tens são visíveis do outro lado do mundo. Eu sei que “és assim”, que aprendeste a ser assim, a reservar-te a ti, ao que sentes, mas está na altura de dares um bocadinho mais de ti às pessoas que realmente se preocupam contigo. (...) Não te vou deixar mais que me fales mal, sem coração, porque contigo “só sei falar com o coração” e magoas-me demasiado quando me falas mal. Estás a desiludir-me, a entristecer-me porque tu não és assim e eu sei que precisas de falar, que precisas de atenção, de carinho, que precisas de mim (...) Adoro-te, nunca dei por ninguém o que dou por ti, nunca me dei assim a uma amiga, porque eras a minha irmã mais velha, aquela que nunca tive e que neste momento quer cortar qualquer tipo de laço que tenha comigo. Já chega, pára, pensa. Pára um bocadinho, chega de fazeres que lágrimas me corram no rosto, não mereço, já não mereço. Um beijo de quem te adora e tem saudades.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:58

Saudades de ti*

por Carina, em 01.11.11

Vou repetir-me mais uma vez e de certeza que não será a última, tenho este defeito, sou teimosa, persistente, chamem-lhe o que quiserem, mas quando quero muito uma coisa não desisto dela, vou mesmo até não dar mais. Hoje também não será o dia mais racional da minha vida e por isso o coração fala muito mais alto, as emoções estão à flor da pele, os sentimentos mais presentes que nunca… Mas além da falta que me fazem as pessoas que estão ausentes ou distantes por uma razão ou por outra, mais falta me fazem aquelas que estando perto estão tão longe, aquelas a quem entreguei a chave do meu coração, que sabem tudo sobre mim, tudo o que vai aqui dentro e que não querem saber mais. Há tantas pessoas que te enganam, te escondem coisas, que te fazem mal, mas como é normal também tu exiges mais de mim que aos outros, porque achas que eu sou capaz de dar, eu percebo, eu não faço tudo bem, eu cometo erros, mas como se diz “a vida não vem com livro de instruções” e eu vivo como acho certo, fiz sempre o que achei melhor para ti, porque é isso que realmente quero para ti… o melhor do mundo, quero-te tanto, tanto bem. Deixas em mim tanto de ti, mesmo agora que não queres deixar nada, a tua presença faz-me bem, mas ao mesmo tempo… dói muito ter-te a meu lado e não ter nada, não sentir aquele carinho, aquela química, aquela amizade do coração, A amizade verdadeira que nunca tive, custa muito ter uma vontade enorme de te abraçar, de me atirar ao teu pescoço e não te largar mais mas sentir que não queres o mesmo, que não és capaz, porque as coisas mudaram, as vontades também e tu estás mais diferente que nunca. Sinto a tua falta, falta de te contar cada pormenor sem interesse da minha vida, falta que me venhas dizer “estava mesmo à espera que entrasses”, tenho saudades de confiar tudo, de não haver segredos, de me sentir aquela, a mais importante, de te sentir minha e saber que éramos só nós que mais ninguém ocupava na nossa vida um lugar igual ou idêntico…que tudo era simples, puro e único. Tenho saudades de me sentir na tua vida como te tenho na minha. És a minha melhor amiga e tenho ciúmes, inveja e fico triste por não sentir isto neste momento, mesmo sabendo que vai tudo retomar o seu rumo. Tenho saudades do teu sorriso, de ti!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:24

Uns apontamentos que quero fazer...

por Carina, em 28.10.11

Também eu tenho algumas coisas para vos dizer… sim pensamos muito nisto, pensámos no que queríamos e no que seria melhor para todos e estar separados está completamente fora de questão, um só existe se o outro estiver por perto. Sim, estamos juntos e é para ficar, é para durar, é para sempre, como sempre sonhámos. Estou feliz, estou bem comigo, com ele e com o mundo, estou repleta de luzinhas que me iluminam e me fazem ser tão brilhante no meio da escuridão. Estou apaixonada, pela primeira vez apaixonada por mim, gosto do que sou e acredito em mim, sinto que sou capaz; como consequência sinto-me mais apaixonada pela vida que tenho e por todos de que dela fazem parte, sinto-me apaixonada pelas estrelinhas que me iluminam o céu todas as noites e sinto-me apaixonada por Ele, muito! Sinto-me tão completa, tão cheia de felicidade e de sorrisos… tenho vontade de dançar, de saltar, de rir, rir muito e faço-o e sou ainda mais feliz. Sou mais feliz quando te trago nos meus pensamentos, sim a ti, my precious* que foste a primeira a perceber que esta felicidade estava completa, sou feliz quando falo contigo, meu sorriso, que mesmo do outro lado do país me dás abraços tão apertados e tão sentidos que me fazem querer sempre mais. A juntar a esta vens tu, sim estrelinha, tu brilhas muito, conheces-me à anos sem te cansares de me dizer “não é assim”, depois o meu John, oh como me faz bem abraçar-te, ouvir-te, como me sinto mimada por ti e feliz por ter na minha vida, és tão lindo, tão especial ; e my prince* tu que és tanto de mim, tanto do que sou e me tornei, tu que me completas de forma única e perfeita, és o meu sorriso todos os dias. Gosto tanto de vocês e sou tão feliz por vos ter na minha vida!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:15

 

I never thought that you would be the one to hold my heart. You came around and you knocked me off the ground from the start. You put your arms around me, and i believe that it's easier for you to let me go. You put your arms around me and i'm home. How many times will you let me change my mind and turn around? I can't decide if i'll let you save my life or if i'll drown. I hope that you see right through my walls. I hope that you catch me 'cause i'm already falling. I'll never let our love get so close. You put your arms around me and i'm home. The world os coming down on me and i can't find a reason to be loved. I never wanna leave you. But i can't make you bleed if i'm alone. You put your arms around me, and i believe that it's easier for you to let me go. I hope that you see right through my walls. I hope that you catch me 'cause i'm already falling. I'll never let our love get so close. You put your arms around me and i'm home. I've tried my best to never let you in to see the truth. And i've never opened up. I've never truly love till you. Put your arms around me, and i believe that it's easier for you to let me go. I hope that you see right through my walls. I hope that you catch me 'cause i'm already falling. I'll never let our love get so close. You put your arms around me and i'm home.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:00

contigo só sei falar com o coração

por Carina, em 18.10.11

Olho para a janela, lá fora a rua está vazia, o silêncio é acompanhado das luzes que a iluminam. Vejo a lua e lembro-me de ti, do teu sorriso, do teu olhar, da tua luz sinto-me também eu a brilhar, como tu, como a luz lá de fora, como a lua – brilhas tanto estrelinha! Volto ao meu espaço, recosto-me no sofá e lembro cada segundo que passei contigo, relembro vezes e vezes sem conta, cada sorriso, cada abraço, cada palavra sem jeito e cada frase saída do coração – contigo só sei falar com o coração. Os pensamentos não me deixam, perco-me neles, perco-me contigo, perco-me em ti, em nós, perco-me nas tuas palavras meigas, nos mimos que me dás, na segurança que me transmites e dou por mim a falar sozinha, a escrever, a divagar neste momento em que a luz da estrada me ilumina e o luar é a tua presença aqui perto de mim – contigo só sei falar com o coração.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:38

Sonhos

por Carina, em 17.10.11

Agarra os meus sonhos, ajuda-me a torná-los verdade e vive-os comigo. Fica aqui, perto de mim, vamos sonhar juntos. O dia já vai longo, as saudades começam a encher-me o coração, as memórias ocupam-me os pensamentos, preciso de ti aqui, preciso do teu carinho, do conforto que me transmites, da paz e ternura que marcam cada momento a teu lado. Tens uma luz tão brilhante e tão especial que me faz brilhar também. Quero um abraço que me conforte*és tanto!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:48

Remember me*

por Carina, em 06.10.11

Lembra-te de mim. Trás contigo cada sorriso e abraço. Cada tarde passada a passear, de mãos dadas ou simplesmente a conversar. Recorda cada segredo confessado no silêncio da noite, cada lágrima que correu pelos nossos rostos como prova de sinceridade e carinho sincero e absoluto. Não esqueças as gargalhas, as músicas, as noites de festa e os dias de silêncio, as conversas escondidas e quando me pendurava ao teu pescoço. Vou continuar a balançar, por mim por ti e por nós, contigo ao lado ou simplesmente no meu coração. Lembra-te de mim*


Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:49

As melhores*

por Carina, em 27.08.11

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:50

Estrelas*

por Carina, em 26.08.11

Talvez seja o momento de mudar qualquer coisa na minha vida, na minha maneira de ser e na minha forma de me comportar perante os outros, principalmente em relação aos meus amigos. Àqueles que estão sempre, quer chova ou faça sol, quer seja para me abraçar e festejar comigo as minhas vitórias quer seja para me levantar e preparar para uma próxima quando caio bem fundo. Tenho uma estranha forma de ser e de viver a vida, tanto me isolo do mundo e não quero saber de nada nem de ninguém, enquanto me preocupo com todos ao mesmo tempo, mas não o sei demonstrar, como só estou bem com os meus amigos, a agarrá-los, a mostrar-lhes como são importantes… acho que sou mesmo bipolar como me disseram à bem pouco tempo. O certo é que os adoro cada um de maneira diferente e todos de maneira especial mas que nem sempre sei mostrar este sentimento que às vezes faz doer por dentro por não o deixar sair. Podia enumerar um conjunto de nomes sem os quais não saberia viver, mas não o vou fazer, porque todos, mesmo os que nem sempre estão aqui são importantes. Por isso quem estiver a ler isto é porque com certeza faz parte da minha vida, se não, nem saberiam da existência deste blogue. Desculpem a minha maneira estranha e complicada e viver e fazer as coisas. Adoro-vos estrelas da minha vida*

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:32

São elas....

por Carina, em 13.07.11

Hoje tive mesmo necessidade de falar de vocês, porque não o faço à imenso tempo, porque merecem e porque não tenho estado muito presente. Estou a falar das pessoas mais importantes da minha vida e a quem nem sempre sei dar valor por não saber mostrar o que sinto, por ser desastrada, confusa e teimosa. Elas são as meninas da minha vida, são únicas, tão diferentes e tão iguais. Tão responsáveis e tão cuidadosas (somos mesmo o oposto). Cada uma delas tem um brilhozinho tão especial, tão único e indescritível.

 A primeira delas conhece-me há tanto tempo que não sei como ainda não se fartou das minhas birras, das minhas confusões, da minha teimosia e mau feitio – conhece-me melhor que eu mesma, sabe o que significa cada olhar, cada cara, sabe porque corre cada lágrima ou porque sorriu sozinha tantas vezes, conhece-me tão bem que arrepia e eu sou doida por ela. Faz-me tanta falta, agora quando começamos a ver a nossa vida “mais ocupada” é que damos valor àqueles pequeninos momentos a que eu nunca liguei. Aquele abraço, aquele café de 5 minutos só para dizer um olá, aquelas chamadas só para saber se está tudo bem – agora é isso que me faz falta. Ela é tão única e maravilhosa, inteligente e pensa em tudo o que faz, pensa por ela e por mim. Adoro-a*

A segunda apareceu na minha vida à bem menos tempo mas nem por isso tem menos importância, caiu do nada, odiava-a e olha agora é isto, uma parte de mim. Bem que dizem que a barreira entre o ódio e o amor é muito pequena e a nossa era mesmo pequeníssima. Somos tão iguais e tão diferentes ao mesmo tempo, somos “brutas”, “frias” e ao mesmo tempo tão sensíveis. Ela é um coração de manteiga, qualquer palavra que lhe toque no coração a faz chorar, só quer abraços e miminhos e como eu gosto de a abraçar e de dormir agarradinha a ela. Gosto de a mimar e de a fazer chorar, muitas vezes com coisas tão banais mas que por ela ser uma chorona a faz derramar lágrimas sem parar. Diz sempre o que tem a dizer, não espera por amanhã para o fazer e está sempre, sempre presente. Sabe sempre quando preciso de mais ou menos atenção, somos tão iguais que arrepia e por isso me conhece tão bem. É a minha irmã mais velha!

E estas são as minhas mais que tudo, aquelas que traria na minha carteira todos os dias se fosse possível, porque me fazem falta, porque me são mesmo especiais e porque as coisas parvas não fazem sentido se elas não estiverem.

Gosto tanto, tanto mas tanto de vocês* 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:43


Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Abril 2015

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930




Links

Caixinha de segredos